A tinta cromada por aerossol não é uma tinta normal e para entender corretamente como obter os resultados perfeitos, requer alguma prática.

Os nossos clientes que começam a usar o Cosmichrome podem, no inicio, terem algumas imperfeições com o resultado final e por vezes com alguns ajustes simples estes podem fazer toda a diferença.

Tendo em conta os nossos anos de experiência com a tecnologia de tinta cromada por aerossol, criamos uma lista de 15 regras de ouro, que cada aplicador deve seguir para garantir e alcançar os melhores resultados possíveis ao utilizar os produtos Cosmichrome.

Nos próximos meses, vamos revelar as 15 regras, em 3 publicações diferentes diretamente no nosso site.

A seguir segue as primeiras 5 regras de ouro:

REGRA 1 – MANTENHA O BASECOAT SECO

• Quanto mais seco for o Basecoat Cosmochrome, melhor é.

• Se secar ao ar, deixe o Basecoat secar por um tempo mínimo de 24 horas.

• Mantenha a sala a uma temperatura de 68ºF / 20ºC.

• Objetos de maiores dimensões requerem tempos de secagem mais longos.

• Se secar com um forno, seque por um tempo mínimo de 1 hora a uma temperatura de 140ºF / 60ºC

REGRA 2 – EXECUTAR O TRATAMENTO DO PLASMA CORRECTAMENTE

• A camada de Basecoat de Cosmichrome deve estar completamente seca antes de realizar qualquer tratamento de plasma.

• Mova-se de forma rápida e consistente ao longo de toda a peça!

• Passar a tocha lentamente poderá queimar e borbulhar o Basecoat.

O Basecoat que recebe o tratamento de plasma corretamente, molha-se facilmente com água.

• O tratamento de plasma executado incorretamente, pode causar o plasma a não ser bem depositado em algumas zonas.

• O tratamento do plasma executado incorretamente, irá repelir a água como acontece com uma superfície encerada.

•Se isto acontecer deve tratar a zona em causa com plasma novamente, antes de aplicar o Ativador A22.

• Certifique-se de consultar o vídeo “como realizar corretamente o tratamento de plasma”, disponível no nosso site, na área de treinamento on-line; CLIQUE AQUI

REGRA 3 – USE FITAS DE MÁSCARA NÃO ABSORVENTES

• Se utilizar uma fita adesiva inadequada no revestimento, pode estar a contaminar e arruinar o revestimento!

• FITA DE VINIL, é impermeável, flexível, fácil de moldar, não sangra, sai facilmente e deixa a superfície livre de resíduos.

• FITA DE PAPEL, absorve líquidos, rasga com frequência, enruga facilmente, é provável que sangre, é difícil de remover e deixa resíduos.

REGRA 4 – COBRIR TODO O METAL EXPOSTO

• Certifique-se que sempre que esteja a trabalhar com um objeto em metal (seja a peça principal ou os acessórios que vai utilizar) que todo o metal tem que ser coberto cuidadosamente com uma tinta antes de iniciar o trabalho. Outros materiais, como o plástico ou vidro, não necessitam de serem cobertos com tinta uma vez que estes materiais não reagem com as soluções de revestimento e não contaminam a peça. Lembre-se que qualquer objeto de metal deve ser borrifado com tinta, para evitar que ele interaja com as soluções de revestimento, G4 e G5.

REGRA 5 – MANTENHA A ÁREA LIVRE DE POLUIÇÃO

• Se o Basecoat não estiver limpo é provável que algumas impurezas, como poeira no ar, tenham sido depositadas no objeto. Qualquer impureza presente na superfície do Basecoat, impedirá que o metal se deposite e deixará manchas no revestimento de metal. Para evitar que isto aconteça, recomendamos que tenha uma sala própria e bem isolada com um fluxo de entrada e saída de ar equilibrada. Também recomendamos que utilize luvas de látex novas e limpas, cada vez que manusear com o objeto já revestido de Basecoat.

• Se quiser ter certeza de que o seu objeto está limpo ou se acabou de tocar no objeto com os dedos, use o Cosmichrome Basecoat Cleaner “Basecoat Cleaner” antes de colocar o metal.

• Para mais informações sobre o Cosmichrome Basecoat Cleaner, consulte https://www.cosmichrome.com/pt-pt/bcnr/